Hoje eu parei para pensar, como às vezes eu abandono os lugares e as pessoas com uma simples frase que nunca faz sentido para os “ouvintes”.

Eu vou indo, tenho um monte de coisas para fazer!

Parece fútil e sem sentido, certo? Errado!

Eu definitivamente tenho muitas coisas para fazer, mas não necessáriamente quando eu uso essa frase, significa que estou indo fazê-las de fato, às vezes eu apenas estou planejando-as.

Normalmente, eu me mantenho no meu mundinho, quieto e pensativo, observando atentamente e com muita cautela, como e quais foram meus passos em determinadas situações que julgo importante ou no mínimo interessantes… Outrora, apenas procuro meu mundinho para projetar e/ou manter-me quieto.

Talvez você já tenha pensando que seria bom ficar sozinho, para refletir. Eu faço isso constantemente.

Agradeço àqueles que compreendem ou no mínimo respeitam-me quando eu apenas me despeço com a seguinte frase eu vou indo, tenho um monte de coisas para fazer.